Saúde e bem estar

Cuide bem do seu maior patrimônio: você.

Cuide bem do seu maior patrimônio: você.

Faça atividade física

Tente fazer ao menos 150 minutos de atividade física moderada por semana. Uma maneira de você saber se está trabalhando com uma intensidade moderada é verificar se ainda pode conversar, mas não cantar a letra de uma música, por causa do esforço

Faça da atividade física parte do seu dia a dia, quando possível:
• Troque o carro pela bicicleta ou caminhada;
• Saia um ponto de ônibus ou uma estação de metrô antes do seu destino;
• Tente estacionar não tão próximo de seu local de trabalho e ande o resto do caminho;
• Fique em pé enquanto fala ao telefone;
• Use as escadas em vez do elevador ou da escada-rolante.

Seja qual for a sua idade, fazer atividade física pode ajudá-lo a levar uma vida mais saudável, e até mais feliz. Pessoas que fazem atividades físicas regularmente têm menor risco de doenças cardíacas, diabetes tipo 2, acidente vascular cerebral e alguns tipos de câncer.

Alimentação saudável

Faça boas escolhas. Ter uma dieta saudável e equilibrada é uma parte importante da manutenção de uma boa saúde e pode ajudá-lo a se sentir melhor. 


Frutas e vegetais são uma fonte vital de vitaminas e minerais. Procure comer pelo menos cinco porções de uma variedade de frutas e legumes todos os dias. Há evidências de que isto reduz o risco de doença cardíaca, acidente vascular cerebral e alguns tipos de câncer.

Tome um bom café da manhã e faça intervalos regulares ao longo do dia. Evite jejuns prolongados. Alimentos prontos e industrializados podem ser cheios de gordura, açúcar e sal. Evite excessos. E não tenha sede. Lembre-se de se hidratar sempre. Mudar sua alimentação pode ser simples.

Bem-estar mental

Cuide de seus pensamentos e sentimentos. É sempre importante manter contato com as pessoas ao seu redor, como a família, amigos, colegas e vizinhos.

Aprenda novas habilidades. Isso pode trazer um senso de realização e uma nova confiança. Pode ser um novo curso, um instrumento ou como consertar sua bicicleta.
Até o menor ato pode ajudar. Por isso, dê um sorriso ou fale uma palavra positiva para as outras pessoas. Isso pode melhorar seu bem-estar e construir novas redes sociais.

Também esteja sempre atento ao momento presente, incluindo seus pensamentos e sentimentos, seu corpo e o mundo ao seu redor.

E o câncer de próstata? Devo fazer exames de rastreamento?

Mais do que fazer exames, é importante reconhecer que hábitos de vida saudável diminuem a chance de um homem ter câncer de próstata.

A decisão sobre a realização de exames de rastreamento do câncer de próstata deve ser individual, e não uma recomendação seguida por todos. A Força Tarefa Americana Sobre Prevenção (U.S. Preventive Services Task Force – USPSTF) recomenda que os médicos informem homens de 55 a 69 anos sobre os potenciais benefícios e riscos da triagem baseada no antígeno prostático específico (PSA) para câncer de próstata. A realização desse exame oferece um pequeno benefício potencial de reduzir a chance de morrer de câncer de próstata. No entanto, muitos homens sofrem danos potenciais do rastreio, incluindo resultados falso-positivos que exigem testes adicionais e possível biópsia da próstata, além de complicações de tratamento como incontinência e impotência. Por isso, o USPSTF recomenda a tomada de decisão individualizada sobre triagem para câncer de próstata após discussão com um clínico/médico de família, para que cada homem tenha a oportunidade de entender os potenciais benefícios e danos de triagem, e com isso tomar sua decisão.

Para homens de 70 anos ou mais, a recomendação é contra o rastreamento baseado no PSA para câncer de próstata. Estudos mostram que o número de casos de câncer de próstata está crescendo lentamente e a sobrevivência de pessoas nessa condição é bastante elevada.

• O resultado do teste de PSA pode não ser preciso, e até falso. Cerca de 15% de todos os homens com nível de PSA normal apresentam câncer de próstata;
• 75% dos homens com nível elevado de PSA não têm câncer de próstata;
• Apenas um em cada quatro homens com nível elevado de PSA terá câncer;
• Uma em cada cinco biópsias falham na detecção do câncer de próstata.

Se você está preocupado com câncer de próstata, converse com seu médico sobre os riscos e benefícios deste exame, para juntos definirem a necessidade da realização.

Imagens:

    Fonte: NHS Choices, Ministério da Saúde, Cuidados Mil e US Preventive Services Task Force.

    CNPJ 29.309.127/0001-79
    Copyright © 2007-2014, Amil Assistência Médica Internacional S/A. Todos os direitos reservados.