Symptoms 

Náusea e Vômitos

Definição

Náusea é a sensação de vontade de vomitar. Vomitar é forçar o conteúdo do estômago para cima através do esôfago e para fora da boca.

Nomes alternativos

Êmese; Vômito; Mal-estar do estômago; Estômago embrulhado

Considerações

Seu corpo tem alguns meios principais de responder a uma ampla variedade de invasores e irritantes em constante mudança. O espirro ejeta os intrusos do nariz; a tosse, dos pulmões e garganta; a diarreia, dos intestinos e o vômito, do estômago.

O vômito é uma ação vigorosa completada pela contração descendente e violenta do diafragma. Ao mesmo tempo, os músculos abdominais se apertam contra um estômago relaxado e com um esfíncter gastroesofágico aberto. O conteúdo do estômago é propelido para cima e para fora.

Como parte do reflexo corporal, o paciente pode produzir mais saliva um pouco antes de vomitar.

O vômito é um reflexo completo e coordenado, orquestrado pelo centro de vômito no cérebro. Ele responde a sinais provenientes:

  • Da boca, do estômago e dos intestinos
  • Da corrente sanguínea, que pode conter medicamentos ou infecções
  • Dos sistemas do equilíbrio na orelha (doença do movimento)
  • E do próprio cérebro, incluindo visões, odores ou pensamentos

Uma variedade surpreendente de estímulos pode desencadear o vômito, desde as enxaquecas até os cálculos renais. Às vezes, o simples observar de uma pessoa vomitando desencadeará o vômito no observador, no esforço do corpo em proteger a pessoa da possível exposição ao mesmo perigo.

O vômito é comum. Quase todas as crianças vomitarão várias vezes durante a infância. Na maioria dos casos, o vômito se deve a uma infecção gastrintestinal viral.

Regurgitar ou refluir suavemente o conteúdo do estômago para cima e para fora da boca, às vezes com um arroto, é um processo totalmente diferente. Regurgitar é normal nos bebês e geralmente melhora com o tempo. Se o ato de regurgitar piorar ou se tornar mais frequente, poderá ser sinal da doença do refluxo. Converse com o médico do seu filho.

Na maioria das vezes, náusea e vômito não exigem atenção médica de urgência. Entretanto, se os sintomas persistirem durante alguns dias, se forem intensos ou se você não puder reter qualquer alimento ou líquidos, você poderá estar sofrendo um quadro mais grave.

A desidratação é a principal preocupação na maioria dos casos de vômito. A rapidez da ocorrência da desidratação dependerá de seu tamanho, frequência dos episódios de vômito e se você também estiver com diarreia.

Causas comuns

As condições a seguir representam causas possíveis de vômito:

  • Infecções virais
  • Medicamentos
  • Enjoo do mar ou enjoo por movimento
  • Cefaleias por enxaqueca
  • Enjoo matinal durante a gravidez
  • Intoxicação alimentar
  • Alergias alimentares
  • Tumores do cérebro
  • Quimioterapia em pacientes com câncer
  • Bulimia
  • Alcoolismo
  • Úlcera péptica na saída do estômago (piloro)

Essas são possíveis causas de vômito em bebês (0-6 meses):

  • Estenose congênita do piloro, uma constrição na saída do estômago (o bebê vomita violentamente após cada mamada, mas caso contrário se apresenta sadio)
  • Alergias alimentares ou intolerância ao leite
  • Gastroenterite (infecção do trato digestivo que geralmente causa vômito e diarreia)
  • Refluxo gastroesofágico
  • Um erro inato de metabolismo
  • Orifício de tamanho errado no bico da mamadeira, levando ao excesso de aleitamento
  • Infecção, frequentemente acompanhada por febre ou nariz com coriza
  • Obstrução intestinal evidenciada por ataques recorrentes de vômito e choro ou gritos como se o bebê estivesse sofrendo dor intensa
  • Ingestão acidental de uma droga ou veneno

Chame o médico imediatamente ou leve a criança ao Pronto Socorro se suspeitar de envenenamento ou ingestão de droga.

Cuidados domésticos

É importante se manter hidratado. Tente frequentemente a ingestão de pequenos volumes de líquidos claros, como as soluções de eletrólitos. Outros líquidos claros - como água, bebidas à base de gengibre ou sucos de frutas - também funcionam, a menos que o vômito seja intenso ou se trate de um bebê.

Para bebês em aleitamento materno, o leite materno geralmente é o melhor. Bebês alimentados com mamadeira geralmente precisam de líquidos claros.

Não beba demais de uma vez só. Forçar o estômago pode piorar a náusea e o vômito. Evite alimentos sólidos até seis horas após a cessação do vômito e depois volte lentamente à dieta normal.

Um medicamento de bismuto para o estômago adquirido sem receita como Pepto-Bismol é eficaz para o desconforto estomacal, náusea, indigestão e diarreia. Uma vez que esse medicamento contém salicilatos semelhantes à aspirina, ele NÃO deverá ser administrado a crianças ou adolescentes que possam ter (ou que tenham tido recentemente) catapora ou gripe.

A maioria dos vômitos resulta de doenças virais leves ou associadas a alimentos. Entretanto, se houver suspeita de que o vômito é proveniente de algo mais grave, a pessoa deverá ser examinada imediatamente por um profissional médico.

Se você sofrer enjoos matinais durante a gravidez, pergunte ao seu médico sobre os tratamentos possíveis.

As ações a seguir podem ajudar a tratar a doença do movimento:

  • Repouso.
  • Anti-histamínicos adquiridos sem prescrição médica, como dimenidrinato (Dramin).
  • Os adesivos cutâneos contendo escopolamina (como Transderm Scop) são úteis para viagens longas, como uma viagem transoceânica. Aplique o adesivo 4 a 12 horas antes de partir. A escopolamina é eficaz, mas pode causar boca seca, visão turva e um pouco de sonolência. A escopolamina só deve ser administrada em adultos. Ela NÃO deverá ser administrada a crianças.

Consulte seu médico se

Ligue para a emergência ou vá para o pronto-socorro se suspeitar de vômito por envenenamento ou se uma criança ingeriu aspirina.

Chame um médico se a pessoa:

  • Está vomitando há mais de 24 horas
  • Se o produto do vômito apresentar sangue ou bile
  • Dor abdominal intensa
  • Cefaleia e torcicolo
  • Sinais de desidratação

Os sinais de desidratação incluem:

  • Sede aumentada
  • Micção pouco frequente ou urina de cor amarelo escuro
  • Boca seca
  • Olhos fundos
  • Choro sem lágrimas
  • Perda da elasticidade normal da pele (se a pele for tocada ou apertada, ela não volta ao estado normal da maneira que deveria)

Ligue para a emergência também se:

  • Uma criança pequena se mostrar letárgica ou apresentar irritabilidade acentuada
  • Um bebê vomitar repetidamente
  • Uma criança for incapaz de reter fluidos por 8 horas ou mais
  • O vômito for recorrente
  • Um adulto for incapaz de reter quaisquer fluidos por 12 horas ou mais
  • Ocorrer redução na micção (incluindo-se um bebê que não esteja molhando a quantidade normal de fraldas)
  • A náusea persistir por um período prolongado de tempo (em uma mulher não grávida)

O que esperar no consultório do seu médico

O médico realizará um exame físico, especialmente em busca de sinais de desidratação.

Para ajudar a diagnosticar a causa da náusea ou do vômito, o médico fará perguntas sobre o histórico clínico, como:

  • Quando o vômito começou? Quanto tempo durou?
  • O episódio ocorre várias vezes após as refeições?
  • Quais são os outros sintomas presentes - dor abdominal, febre, diarreia, turgor não satisfatório da pele, outros sinais de desidratação, inchaço abdominal, cefaleias?
  • Você está vomitando sangue fresco? Você sofre episódios repetidos de vômito com sangue?
  • Você está vomitando material semelhante a borra de café?
  • Você está vomitando alimentos não digeridos?
  • Você está vomitando material esverdeado?
  • A náusea ou vômito é suficientemente intensa para causar perda de peso não intencional?
  • O vômito é autoinduzido?
  • Você tem viajado? Para onde?
  • Quais medicamentos você toma?
  • Outras pessoas na mesma localidade também apresentaram os mesmos sintomas?
  • Você está grávida ou poderia estar?

Os testes que podem ser aplicados incluem:

  • Exames de sangue (como hemograma completo com diferencial, níveis de eletrólitos no sangue e testes de função hepática)
  • Urina tipo 1
  • Radiografias do abdome

Se a desidratação for significativa, você poderá precisar de líquidos intravenosos. Isso pode levar à hospitalização, embora possa, com frequência, ser tratado no consultório. Os medicamentos contra vômito (antieméticos) podem ajudar, mas só deverão ser utilizados quando os benefícios em potencial superarem os riscos.

Prevenção

Vários medicamentos são efetivos na prevenção do vômito. Em algumas situações, prevenir o vômito torna a vida muito melhor.

Referências

Proctor DD. Approach to the patient with gastrointestinal disease. Em: Goldman L, Ausiello D, eds. Cecil Medicine. 23a. ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007:cap 134.

Este artigo utiliza informações por cortesia de Dr. Alan Greene, (c) Greene Ink, Inc.

Certificado

Data de revisão: 10/13/2013

Revisão feita por: George F. Longstreth, MD, Department of Gastroenterology, Kaiser Permanente Medical Care Program, San Diego, CA. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Bethanne Black, and the A.D.A.M. Editorial team.

As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.

CNPJ 29.309.127/0001-79
Copyright © 2007-2014, Amil Assistência Médica Internacional S/A. Todos os direitos reservados.